O dinheiro disponível no orçamento familiar tem vindo a diminuir bastante ao longo dos últimos meses e os portugueses têm cada vez mais dificuldades em obter um equilíbrio. Contudo, a exímia vontade – que nos é inata – de vencer as barreiras tem ajudado a enfrentar as dificuldades mas nunca é excessivo indicar mais alguns conselhos para sair por cima de toda esta situação de crise que atingiu o nosso país. Nesse sentido, e porque as despesas com o carro são uma área na qual (ainda) é possível economizar, deixamos-lhe em seguida cinco dicas para que possa encontrar um bom seguro automóvel low cost e amealhe umas dezenas de euros que podem vir a ser muito úteis numa situação futura que se apresente complicada.

– Defina desde logo o valor que está disposto a pagar anualmente sem margens, isto é, não coloque entre “x” e “y”, limite concretamente a quantia máxima que pretende gastar e não ande com rodeios em torno da importância em causa. Não se esqueça de apontar esse montante de acordo com a sua capacidade financeira actual, um dos aspectos mais relevantes a considerar nesta tarefa;

– Investigue que propostas existem no mercado low cost e crie uma lista completa das possibilidades ao nível das coberturas à sua disposição. A selecção já deve ser realizada mediante o teto máximo fixado para a apólice e deve ser conduzida tendo em vista a satisfação dos padrões de qualidade e protecção que pretende assegurar;

– Verifique as diferenças existentes entre as várias coberturas dentro da mesma empresa e faça também o mesmo comparando as apólices entre as diferentes entidades. Retire as conclusões necessárias dessa avaliação preliminar e anote os dados pertinentes relativos aos limites das indemnizações em caso de danos (materiais, corporais, passageiros, entre outros), tipo de assistência prestada e qualidade do serviço;

– Faça uma análise muito cuidadosa às seguradoras e tenha em conta questões como a reputação da marca, credibilidade da empresa no sector, capacidade de resolver os casos dos seus clientes e apoio facultado durante todo o processo anterior à contratação mas sobretudo ao acompanhamento posterior, nomeadamente no decurso de um sinistro que implique a activação da apólice;

– Pesquise pela internet as opiniões que antigos clientes tenham das seguradoras, leia-as com atenção e não se fique somente por casos pontuais. Navegue pelos vários sites da especialidade, veja a informação que já existe e se for necessário ou tiver dúvidas que não tenham ficado totalmente esclarecidas, coloque a sua questão nos comentários ou fóruns e aguarde por uma resposta que o esclareça em tempo útil.

 

Tags: , ,