Uma nova directiva foi aprovada a nível europeu, o que vai fazer com que não haja distição de sexo no preço a pagar pelo seguro automóvel. As companhias de seguros europeias vão passar a cobrar os mesmo preços a mulheres e homens para produtos idênticos, o que deverá ter como consequência um equilíbrio dos valores cobrados.

A alteração resulta da entrada em vigor, de novas regras que acabam com as «discriminações» entre homens e mulheres em matéria de preços dos seguros, segundo o executivo comunitário.

Com esta alteração, “os preços dos seguros podem subir ou diminuir para certas categorias de clientes, embora seja de esperar que, com o tempo, se estabeleça um equilíbrio”.

Esta mudança acontece depois de o Tribunal de Justiça da União Europeia ter decidido que a aplicação de prémios de seguro diferentes, conforme se trate de homens ou de mulheres, utilizando apenas o critério do sexo, é incompatível com o princípio de fixação de preços iguais para ambos os sexos previsto no direito da União em matéria de igualdade de género, bem como na Carta dos Direitos Fundamentais da UE.