• Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF)

    O Decreto-Lei n.º 1/2015, de 6 de janeiro, que entrou em vigor a 1 de fevereiro, alterou a designação do Instituto de Seguros de Portugal para Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF). Em conformidade, o sítio da Instituição na Internet mudou para www.asf.com.pt e o endereço de e-mail geral passou a ser asf@asf.com.pt. Mantêm-se inalteradas as competências de supervisão e regulação do setor segurador e de fundos de pensões atribuídos a esta Instituição, para garantia da proteção dos tomadores de seguros, das pessoas seguras, dos participantes e beneficiários.

     
  • Problemas com a sua seguradora? Saiba como actuar

    Problemas com a sua seguradora? Saiba como actuar

    Estar bem informado representará sempre uma vantagem para quem assim esteja mas é algo especialmente fundamental quando se trata de um contrato, pois é vital saber aquilo com que se pode ou não contar, bem como os direitos e deveres que nos assistem. Assim, e sendo este um site dedicado ao tema dos seguros, conheça de que forma e a quem poderá apresentar queixa ou reclamação se porventura algo correr mal nesse âmbito. A quem apresentar queixa? Na eventualidade de ter algum problema relativo a um produto ou serviço do ramo segurador e não vir a questão resolvida em tempo útil pode recorrer às seguintes entidades: Instituto de Seguros de Portugal É o regulador nacional do sector, ao qual compete, por isso, avaliar os casos em que a lei em vigor não é aplicada e o cliente ou a entidade seguradora não são respeitados. Cabe, portanto, ao Instituto de Seguros […]

     
  • Crise faz aumentar número de carros a circular sem seguro

    O número de carros a circular nas estradas portuguesas sem seguro aumentou em 2009. No ano passado o Instituto de Seguros de Portugal abriu quase 5.500 processos contra condutores envolvidos em acidentes que não tinham os carros segurados. Um aumento de 5,6% face a 2008. Mas a crise está também a dificultar a cobrança do pagamento aos condutores faltosos. O valor de reembolsos caiu cerca de 8% para os 2.600 milhões de euros, menos 160 milhões que em 2008. Reflexo das dificuldades económicas, além de não terem seguro, os condutores não têm dinheiro para pagar ao fundo de garantia automóvel os danos provocados pelo acidente. Este ano a tendência mantém-se: entre Janeiro e Maio o ISP já abriu quase 2.300 processos contra condutores sem seguro automóvel, o que dá uma média de 460 automobilistas apanhados por mês. Apesar desta subida, o número de automóveis a circular sem seguro continua a […]

     
 

Recomendado

 
 

Comentários recentes